Ter uma piscina em casa é ideal para ensinar os seus filhos a nadar. Porém, o sonho pode rapidamente transformar-se em pesadelo. Para prevenir os riscos de afogamento, principalmente das crianças de menos de cinco anos de idade, a lei impõe a todos os proprietários de piscinas particulares a obrigação de terem um dispositivo de segurança adequado. Tais dispositivos de segurança para piscina devem respeitar normas extremamente específicas mas que, em hipótese alguma, devem substituir-se à vigilância ativa dos adultos.

Vamos examinar quais são as escolhas mais adaptadas ao seu caso.

Equipar-se com um dispositivo de segurança: sim, mas qual?

Nós, no seio de Piscinas Waterair, os agrupamos em duas categorias:

  • Os dispositivos de segurança que apenas desempenham a função de segurança (alarme e barreira)
  • Os dispositivos de segurança multifunção (cobertura, abrigo)

Os dispositivos de segurança tradicionais


Alarme: É o único sistema de segurança ativo que avisa em caso de queda na água de um peso superior a 6kg. Trata-se do dispositivo mais barato do mercado. Ele é ao mesmo tempo esteticamente agradável e simples de instala. Porém, o alarme apenas soa quando a criança já está na água, sendo então necessário agir rápido.

Barreiras de segurança: Elas são facilmente instaladas e envolvem o perímetro desejado em torno da piscina. Essas barreiras são transparentes, por questões estéticas, e permitem, desse modo, ver o que se passa por detrás delas. Lembre-se sempre de fechar bem o portão que permite o acesso à piscina!

 

Os dispositivos de segurança multifunção


Abrigo: Uma vez fechado, o abrigo permite proteger totalmente a sua piscina, mas isso não é tudo. Ele representa 4 principais vantagens importantes: segurança, aquecimento da água em até mais de 9° e de modo ecológico, simplificação da limpeza da piscina, pois evita as poluições externas e permite, assim, mais economia dos produtos de tratamento da água.

Cobertura: Piscinas Waterair propõe diversos modelos:

 

  • Cobertura Solae Waterair ®: Ela atende aos mesmos critérios que o abrigo e é, ao mesmo tempo, muito agradável esteticamente, graças aos seus painéis transparentes.

Couverture de piscine Solae sécurisée et chauffante par Piscines Waterair
  • Cobertura multi-estações com barras, tipo Coverwat e Watertop: Extremamente resistente, a cobertura com barras permite facilitar a limpeza da sua piscina, pois a protege das sujidades externas e limita a proliferação das algas. Ademais, ela permite manter a temperatura da água. Obviamente, ela é somente útil em caso de queda quando disposta totalmente sobre a piscina após cada utilização.
  • Cobertura de invernagem opaca e Qualifil ®: As qualidades dessas coberturas são semelhantes às anteriores.
     

Para informação: lembre-se que a cobertura de bolhas não garante de forma alguma a segurança da sua piscina.

A fim de escolher o dispositivo de segurança que melhor corresponde ao uso da sua piscina, nós o convidamos a solicitar um estudo de implantação gratuito e personalizado.

Os 6 reflexos a serem adotados a fim de proteger as crianças de um acidente

Como lembrado pela Federação Francesa dos Profissionais da Piscina (FFP), eis os 6 pontos a serem adotados durante os belos dias:

  • Entrar na piscina apenas com a supervisão dos adultos
    Quando as crianças brincam às margens da água, elas devem ser sempre supervisionadas por um adulto designado como responsável pela segurança.
     
  • Equipar as crianças com boias braçadeiras adaptadas
    Se os seus filhos não sabem nadar, é importante equipá-los com braçadeiras adaptadas ao seu tamanho, idade e peso. Ensine-os a nadar o mais cedo possível.
     
  • Ter uma vara, uma boia e um telefone próximo da piscina
    Para evitar os incidentes, é necessário poder reagir o quanto antes. Sempre tenha próximo da piscina uma vara, uma boia e o seu telefone caso deva chamar o número de emergência. Também poderá ter a formação de primeiros socorros, pois assim saberá quais são os principais reflexos essenciais para socorrer a vítima enquanto aguarda a chegada dos serviços de emergência especializados.
     
  • Não deixar brinquedos na água após o uso
    Lembre-se de retirar da água todos os objetos flutuantes, boias e afins, e a ativar o dispositivo de segurança após a utilização da piscina.
     
  • Equipar a sua piscina com um dispositivo de segurança
    Para as piscinas enterradas ou semi-enterradas, a lei prevê a instalação de um dispositivo de segurança (alarme, barreira ou cobertura). Não esqueça de ativá-lo após a utilização. Para as piscinas elevadas, é importante dispor de um meio de acesso à piscina (escadote ou escada) seguro. Sempre esteja presente enquanto as crianças estão na água. O escadote interior deve, porém, ser seguro (erguido ou fixo). Também existem coberturas de piscinas especiais para as piscinas elevadas, em conformidade com a norma de segurança das piscinas, para garantir a sua segurança após o uso.
     
  • Armazenar os produtos de tratamento da água fora do alcance das crianças
    Os produtos químicos são necessários para manter uma boa higiene da água. Ao respeitar estes conselhos, irá tratar da sua piscina nas melhores condições de segurança. Deve sempre guardar os produtos separadamente, na sua embalagem de origem, bem fechados e na posição vertical. Armazene-os num local seco e bem ventilado, fora do alcance das crianças, para evitar qualquer acidente doméstico.